29 de fevereiro de 2024

Itaipu, prefeitura, PTI e Codefoz formam aliança pelo desenvolvimento de Foz do Iguaçu

Agenda da cidade converge para 70 projetos prioritários definidos pelo poder público e sociedade civil.

O diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Enio Verri, recebeu do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social) a agenda Acelera Foz 2040, pacote de 70 projetos prioritários para o desenvolvimento de Foz do Iguaçu. O ato oficial foi realizado nessa quarta-feira, 20, durante reunião pública.

À plenária, Enio Verri destacou a elaboração coletiva que resultou em um projeto para Foz do Iguaçu que expressa a vontade do conjunto da sociedade. E propôs que Itaipu, prefeitura, Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e Codefoz trabalhem agora na execução das propostas, a partir da viabilidade de recursos e da consonância com as normas do município.

“Quando se apresenta um projeto como este, eu julgo que nós estamos dando um passo histórico”, enfatizou. “Nós temos muito em comum, considerando o que a diretoria da Itaipu pensa e o que está escrito neste documento. Muito mesmo”, referendou, ao registrar a importância de temas como mobilidade social, inovação e novos negócios.

Em sua explanação, Enio Verri avaliou que Foz do Iguaçu tem características e desafios próprios, o que a distingue dos demais municípios. Contextualizou os impactos do início e da conclusão das obras da usina, que resultaram no que ele chamou de passivo social e econômico, para reafirmar o compromisso da empresa com a cidade.

“Com este documento, agora vamos discutir ponto a ponto, em um processo de continuidade, formando consensos para ir construindo e vendo quais instituições podem somar em cada iniciativa”, realçou. “A Itaipu está à disposição não só para o debate, mas para a execução de boa parte desses projetos”, concluiu Enio Verri.

Foz do Iguaçu, única causa

Presidente do Codefoz, Fernando Castro Alves considerou a entrega da agenda de desenvolvimento o passo inicial na construção da Foz do Iguaçu de 2040, mencionando os projetos propostos de curto, médio e longo prazos. Ele agradeceu o empenho das instituições na elaboração do documento e a efetiva participação da comunidade.

“Estamos todos imbuídos de uma mesma causa: Foz do Iguaçu”, asseverou. Reiterou que o pacote de projetos não é estanque, podendo ser ampliado, e sua execução, mediada entre poder público e sociedade civil, lembrando que as ações miram a transformação social, ambiental e econômica da cidade.

“O que está sendo construído é uma união entre poder público e sociedade civil, um entrelaçamento para ações coordenadas que poderão levar Foz do Iguaçu ao patamar que ela merece”, pontuou. “Nosso sentimento, pelo que ouvimos e recebemos, não é de esperança, mas de certeza do atendimento das nossas demandas”, declarou Fernando.

Pessoas, obras e investimentos

O prefeito Chico Brasileiro afirmou que o pacote de projetos não é de um segmento, mas de Foz do Iguaçu, e que ele também será entregue aos governos estadual e federal, a deputados estaduais e federais. Salientou a força econômica do município e sua trajetória diferenciada, e citou investimentos públicos e privados que são realizados.

O gestor municipal analisou que a cidade vive um novo ciclo de desenvolvimento, pontuando a abrangência dos 70 projetos prioritários que foram aprovados no Codefoz. “Eu não poderia assinar um documento que não tivesse o pilar social e ambiental. Uma cidade se constrói pensando nas pessoas e em obras”, disse.

“É importante que nessa construção todos participem. E isso é o Codefoz”, frisou. “Tenho a certeza que esses projetos serão trabalhados de forma harmônica na construção de um futuro brilhante para Foz do Iguaçu, tanto do ponto de vista estratégico como prático, pois poderemos fazer muitas ações imediatas”, finalizou Chico Brasileiro.

70 projetos

A agenda Acelera Foz 2040 contempla todas as dimensões que incidem no desenvolvimento, a fim de elevar a qualidade de vida da população, fomentar oportunidades e bem acolher os visitantes. São ações em sete eixos estruturantes, de infraestrutura a convivência, permeadas pelo compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Trincheiras para a mobilidade, atração de investimentos, empregabilidade, qualificação profissional de jovens, melhorias para o turismo e integração fronteiriça são alguns dos projetos. Entre os equipamentos públicos estão teatro, terminais turístico e de transporte público, arena, restaurante popular, entre outros.

A agenda Acelera Foz 2040 está disponível em codefoz.org.br.

 

Foto: Marcos Labanca/Codefoz