17 de abril de 2024

Solicitação de caçambas comunitárias deve ser feita exclusivamente por lideranças de bairro

Pedido pode ser feito na forma presencial ou digital via Protocolo Geral do Município. Prefeitura alinhou novo formato com representantes de bairro, em reunião, na última semana

Para garantir maior agilidade, a solicitação das caçambas comunitárias deverá ser feita exclusivamente por lideranças de bairro, de forma presencial no Protocolo Geral do Município (R. Benjamin Constant, 244 – Centro) ou via Protocolo Digital, no site da prefeitura.

Na última sexta-feira (16), equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente estiveram reunidas com representantes de bairro para explicar o passo a passo para fazer o pedido das caçambas via Protocolo Digital.

Antes, as solicitações eram feitas através de um aplicativo de gerenciamento. Com a mudança, os solicitantes podem acompanhar o processo e terão mais facilidade em protocolar o requerimento.

O pedido deve ser formalizado diretamente pelo líder comunitário, que também será responsável por ajudar na definição dos locais de instalação e por comunicar os moradores sobre o descarte correto, a fim de cumprir todas as normas listadas pela Secretaria de Meio Ambiente.

“Também é de responsabilidade do presidente do bairro estabelecer os horários para descarte, bem como não permitir materiais proibidos; zelar pelos equipamentos e materiais deixados pela prefeitura e comunicar a SMMA quando houver necessidade de retirar as caçambas”, completou a secretária de Meio Ambiente, Angela Meira.

Projeto

O Programa caçambas é de um serviço voltado exclusivamente para atender moradores de comunidades em situação de vulnerabilidade, mediante solicitação do representante oficial/legal do bairro ou de acordo com o mapa de calor de manifestação da dengue.

A iniciativa possui atualmente 30 equipamentos para recolhimento de inertes. Em 2023, foram realizados 614 atendimentos em diversas comunidades, com a coleta de 762 toneladas de materiais, garantindo a destinação correta dos resíduos.

Orientações

Os moradores precisam ficar atentos para fazer o uso correto das caçambas. Elas são destinadas para o descarte de resíduos domésticos, que não são recolhidos pela coleta de rejeitos e orgânicos, nem pela coleta de recicláveis, como restos de construção civil, madeiras e colchões. Galhos também são aceitos, mas devem ser dispostos no lado de fora. É proibido o descarte de materiais que cheguem em caminhões ou caminhonetes. Estes devem ser encaminhados ao Aterro Sanitário – o recebimento em veículos particulares é gratuito.

Já lâmpadas, baterias, telhas e outros materiais perigosos precisam ser devolvidos no local de compra ou deixados em pontos de coleta específicos. “As caçambas não aceitam recicláveis, por esse motivo, solicitamos apoio da liderança comunitária para fazer chegar aos moradores as informações sobre a coleta seletiva de recicláveis e o descarte dos resíduos perigosos”, reiterou a secretária de Meio Ambiente.

Contato

A Secretaria de Meio Ambiente possui um contato de WhatsApp para facilitar a comunicação com a comunidade. Todas as semanas são enviadas informações e orientações sobre como participar dos Programas Institucionais. Salve este número: 3308-2165.