18 de abril de 2024

Real Madrid critica árbitro por não relatar ofensa contra Vinícius Jr



 O Real Madrid apresentou uma queixa contra o árbitro de sua partida contra o Osasuna, fora de casa, no último sábado (16), por não incluir na súmula supostos insultos racistas contra o atacante Vinícius Júnior, disse o clube em um comunicado na segunda-feira (18). 

O jogador de 23 anos da seleção brasileira, que marcou duas vezes na vitória do líder do Campeonato Espanhol por 4 a 2 no estádio El Sadar, foi alvo de xingamentos racistas em diversas ocasiões na Espanha. 

“Nosso clube apresentou uma queixa no Comitê Disciplinar da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) contra o árbitro da partida, Juan Martínez Munuera”, afirmou o Real Madrid. “O árbitro, de maneira voluntária e deliberada, omitiu os insultos e gritos vexatórios dirigidos repetidas vezes contra nosso jogador Vinícius Júnior, apesar de eles terem sido insistentemente ressaltado pelos nossos jogadores no momento em que aconteceram.”

O Real também estendeu a queixa que apresentou ao Ministério Público na última sexta-feira (15) por ofensas de ódio e discriminatórias, após supostos cantos racistas de torcedores de Atlético de Madrid e Barcelona contra o atacante brasileiro. 

“O Real Madrid mais uma vez condena esses violentos ataques de racismo, discriminação e ódio e exige que as medidas necessárias sejam tomadas, de uma vez por todas, para erradicar a violência que nosso jogador Vinícius Júnior tem sofrido.”

A Reuters entrou em contato com o Comitê Técnico de Árbitros (CTA) da Federação Espanhola em busca de comentários. 

* É proibida a reprodução deste conteúdo.