22 de fevereiro de 2024

Multibloco leva à Lapa músicas dos anos 90


O desfile começou atrasado neste sábado (10) de carnaval, mas o esquenta do Multibloco, reunindo os integrantes da bateria e os primeiros foliões, foi iniciado às 7h, na Praça da Cruz Vermelha, centro do Rio. Agora, o cortejo segue pela Rua Henrique Valadares até a esquina com Rua Gomes Freire.

O Multibloco foi fundado em setembro de 2008 por iniciativa da Editora Multifoco, localizada na Lapa, cujos sócios e funcionários tinham o objetivo de se divertir em seu próprio bloco no carnaval. Com esse propósito, eles convidaram a maestrina Thaís Bezerra, mestra em Ensino de Práticas Musicais pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), e o doutor em música pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Lino Amorim, e fundaram o Multibloco.

São 16 anos de existência e 14 desfiles, porque na pandemia não houve carnaval durante dois anos (2021 e 2022), disse Lino Amorim à Agência Brasil. Ele atua como diretor musical do bloco. O Multibloco se tornou autônomo da Editora Multifoco a partir de 2011.

“O Multibloco, a cada ano, tem um tema e escolhe o repertório a partir desse tema. Ano passado foi fé. Este ano, são os anos 90”, informou Amorim.

Segundo ele, duas coisas principais chamam a atenção no Multibloco. Como é uma das maiores oficinas de percussão do Rio de Janeiro, com nove turmas no carnaval, sua bateria alcança 270 integrantes. Outra característica marcante é que seu repertório é inteiramente novo a cada ano. “Porque a gente escolhe um tema e escolhe novas músicas. Então, cada ano é um repertório totalmente diferente do ano anterior”.

Parte da bateria do Multibloco sairá na Quarta-feira de Cinzas (14), na Praia de Piratininga, em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, tocando o mesmo repertório, embora com uma bateria mais reduzida com cerca de 100 a 150 ritmistas. “Ano passado foi o primeiro desfile em Niterói e, este ano, será o segundo”, disse Lino.

As fantasias dos ritmistas e dos foliões que acompanham o bloco seguem, em geral, o tema escolhido para o carnaval. Para Juliana Miranda, 2024 marca seu primeiro ano no Multibloco. “Eu tenho uma amiga que vai tocar. Acho legal o Multibloco porque é um bloco de bateria completa”, disse ela. Para Rafael Santos assíduo frequentador do Multibloco há quatro anos, “é um bom bloco, familiar, bem tranquilinho.”