22 de fevereiro de 2024

Moradores apresentam reivindicações durante a sessão Itinerante da Câmara

Moradores apresentam reivindicações durante a sessão Itinerante da Câmara

Na sessão itinerante, de terça-feira, 19 de setembro, a população participou ativamente das atividades, no Teatro Barracão. Os moradores apresentaram diversas sugestões, opiniões e reivindicações. As demandas serão levadas ao Poder Executivo por meio de proposições coletivas dos vereadores que buscam soluções para os problemas dos bairros. Foi aberto ao público o uso da tribuna para sugestões, reivindicações e explanações dos moradores das regiões dos jardins Copacabana, Estela, Panorama I e II, São Luiz, São Paulo, São Rafael I, São Roque, Campos do Iguaçu, Conjunto Libra e comunidades adjacentes.

“As reivindicações aqui feitas serão devidamente encaminhadas aos órgãos competentes, pois o nosso objetivo principal com a realização da sessão itinerante é dar uma resposta, levar ao Poder Executivo e acompanhar os encaminhamentos e soluções para os assuntos aqui tratados”, esclareceu o presidente da Câmara, João Morales (União Brasil), após a participação da comunidade.

De obras inacabadas a fiscalização de leis vigentes

Durante os pronunciamentos surgiram, por exemplo, questionamentos acerca das verbas destinadas ao campinho do Três Pinheiros; obras de drenagens não concluídas na região e quais os impactos gerados aos munícipes; orçamento participativo da Escola Eleodoro Ébano Pereira; análise dos horários das sessões; Investimento no esporte de base em área do Conjunto Libra; sobre as áreas técnicas do loteamento Cohiguaçu e possibilidade de um espaço de lazer; pavimentações e recapeamento asfáltico nas proximidades.

Várias questões sobre a saúde pública foram abordadas por moradores e vereadores, dentre elas o índice de mortalidade infantil e filas de espera para consultas, exames e cirurgias eletivas. Também foi reivindicada maior fiscalização quanto a Lei que proíbe comercialização de escapes automotivos que produzam ruídos acima do determinado. A população cobrou políticas públicas para resolver a problemática dos moradores de rua naquela região que aumentou muitos nos últimos meses. Além disso, incentivo à cultura e melhorias e reforma completa em estruturas como a do próprio Teatro Barracão, que foi utilizado para realização da sessão itinerante. O espaço apresenta condições preocupantes, dentre elas infiltração. A comunidade pediu ainda soluções da Prefeitura quanto ao banheiro público da Praça da Bíblia e das condições das pessoas em situação de rua que permanecem ali.

Comunidade enaltece presença da Câmara nos bairros

Mais visitas aos bairros e a necessidade de o Poder Legislativo atuar de forma independente também foram reivindicadas pela população. “O povo precisa de vocês. Cada um de vocês é muito importante”, afirmou Paulo Andrade de Souza. Os moradores também declararam apoio à Moção de Apelo assinada por todos os membros do Legislativo. A iniciativa reivindica que a legalização do aborto seja impedida de ser discutida e votada por meio da ADPF 442 – Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental, em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF).

A reunião dos vereadores com a comunidade motivou o vereador Kalito Stoeckl (PSD) a sugerir a criação de um documento coletivo pela Câmara Municipal. “Um único requerimento e uma única indicação, que os quinze vereadores assinassem como forma de encaminhamento geral da nossa sessão”.

 

Foto: Christian Rizzi – Câmara Foz