25 de fevereiro de 2024

Detentos de Foz do Iguaçu confeccionam bonecos de crochê para crianças carentes

Detentos de Foz do Iguaçu confeccionam bonecos de crochê para crianças carentes

A Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu 1 – Extensão está promovendo uma ação beneficente em prol de crianças carentes de várias instituições de atendimento a menores de idade da cidade. Trata-se do Projeto Amigurumi, que põe a mão de obra de pessoas privadas de liberdade (PPL) para a confecção de bonecos de crochê. A primeira fase prevê a entrega de 400 amigurumis no Dia das Crianças. A segunda etapa será no Natal.

Para o diretor-geral da Polícia Penal do Paraná, Osvaldo Messias Machado, esta atividade traz uma série de benefícios. “Nós temos pessoas privadas de liberdade que aprendem a arte da confecção, o que ajuda com a remição de pena e a fazer o tempo passar dentro da unidade, e ao mesmo tempo beneficia as crianças”, destaca.

“A ideia sempre foi fazer algo relevante, algo que trouxesse à pessoa privada de liberdade a sensação de estar fazendo algo importante, um ato de bondade, no sentido mais primário da palavra”, complementa o policial penal José Roberto de Morais, idealizador do projeto.

A PEF 1 destaca-se pela grande quantidade de detentos que realizam alguma atividade laboral. Com uma visão voltada para a reinserção, há um intenso programa de promoção de trabalho, educação e conscientização do valor desses dois instrumentos de promoção social.

Atualmente são 509 alojados. Desses, 493 realizam remição pela leitura, 141 estão matriculados em curso de Teologia, 100 estão matriculados no Ensino Médio, 29 participam de um curso bíblico, 46 se dedicam a atividades de qualificação profissional e 150 custodiados realizam atividades artesanais, como os amigurumis.

 

Foto: DEPPEN