30 de maio de 2024

Acidente com Boeing deixa 11 feridos e fecha aeroporto de Dacar



Onze pessoas ficaram feridas hoje (9), quatro com gravidade, quando um Boeing 737 da Air Senegal saiu da pista durante a decolagem, provocando o fechamento do Aeroporto Internacional de Blaise-Diagne, em Dacar.

Segundo a entidade aeroportuária local, o aparelho B737/300, fretado por uma companhia aérea privada, a Transair, que se dirigia a Bamako, “saiu da pista durante a decolagem”, anunciou o Departamento de Comunicação do grupo, segundo a agência de notícias France-Presse (AFP).

O acidente deixou 11 feridos, quatro em estado grave, entre os 78 passageiros, segundo o diretor do aeroporto. Seis passageiros foram estão em observação. 

O acidente ocorre no momento em que mais três aviões da mesma fabricante estiveram recentemente envolvidos em incidentes nos Estados Unidos (EUA), no Canadá e na Turquia, o que aumentam as dúvidas sobre as aeronaves da empresa quando as autoridades federais norte-americanas investigam os seus controles de qualidade e segurança, segundo a agência de notícias EFE.

Em 6 de maio, Os EUA anunciaram que as autoridades federais investigam a Boeing, depois da fabricante de aeronaves ter admitido, em abril, que “pode não ter concluído” as inspeções na montagem das asas de algumas aeronaves 787 Dreamliner.

A investigação começou depois que um ex-funcionário da empresa, o engenheiro Sam Salehpour, relatou que a fuselagem do 787 Dreamliner está mal montada e corre risco de quebrar em pleno voo.

Antes da denúncia, a fabricante já estava mergulhada em crise após terem sido detectados sérios problemas de qualidade nos modelos 737 MAX, alvo de investigação da Administração Federal de Aviação.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.