22 de maio de 2024

Vulnerabilidade e políticas públicas para moradores em situação de rua serão debatidas na Câmara nesta terça

A vulnerabilidade dos moradores em situação de rua em Foz do Iguaçu será tema de discussão no Poder Legislativo. O intuito é o desenvolvimento de políticas públicas que atendam essa parcela da população, que necessita de suporte e olhar empático. Quem chama o debate é o vereador João Morales, por meio do requerimento 613/2023. A proposta é debater o assunto, que é uma das demandas apresentadas pela população desde as primeiras sessões itinerantes. A audiência pública abordará temas como causas que levam a pessoa a estar em situação de rua; como Foz enfrenta esse problema; quais os fatores econômicos, familiares, questões de saúde mental e vícios que influenciam nessa condição; e qual o perfil. A exposição destas pessoas à violência também é outro ponto em debate, ao mesmo tempo em que se deve pensar em quais medidas para acolhimento e proteção.

A audiência vai aglutinar, para exposição de dados, profissionais que trabalham na Diretoria de Saúde Mental, na Diretoria de Proteção Social, na Secretaria de Segurança Pública, Coordenação do Centro Pop (Centro de Referência Especializado para População de Rua), assim como coordenadores de entidades como projeto Esperança e Vida e entidade Casa de Luz Vovó Maria Conga, dentre outras. A população que estiver acompanhando o debate no plenário da Casa poderá fazer inscrição para uso da palavra.

“Abordar o tema vulnerabilidade dos moradores em situação de rua na cidade de Foz do Iguaçu é uma questão complexa e sensível. Portanto, é essencial abordar cada tópico com empatia e consideração para o desenvolvimento de políticas públicas para atender essa questão de moradores em situação de rua. A discussão é uma demanda muito grande em nossa cidade, que precisa de debate amplo e participação da sociedade. Venha debater conosco”, convidou o proponente, vereador João Morales.

Outro ponto a ser discutido é quais são os serviços oferecidos pela cidade para atender a essas necessidades e como a falta de acesso a serviços básicos, como comida, abrigo e higiene, impacta a vida dos moradores de rua da região. Os aspectos culturais de Foz também serão considerados, ao se pensar se algum fator nesse sentido afeta a situação.

Políticas públicas da atual gestão

A audiência pretende traçar o que a atual gestão está fazendo, quais programas e políticas públicas em vigor que tratam a questão dos moradores em situação de rua e quais são as ações realizadas pela Secretaria de Direitos Humanos e Secretaria de Assistência Social.

Trabalho de ONGs

Algumas organizações não governamentais realizam importante papel de acolhimento, auxílio e suporte a estas pessoas. O debate pretende alcançar também quais são os principais desafios enfrentados pelas ONGs que trabalham na assistência aos moradores de rua em Foz do Iguaçu; e o que é preciso melhorar.