29 de fevereiro de 2024

Vermelho volta a defender pequenas e médias empresas

Vermelho volta a defender pequenas e médias empresas

O deputado Federal Vermelho voltou a defender as pequenas e médias empresas brasileiras, responsáveis pela maioria dos empregos no país. Vermelho é membro da Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas.

De acordo com o parlamentar as micro e pequenas empresas responderam por 1,1 milhão (ou 71%) do total de 1,5 milhão de novos empregos formais gerados entre janeiro e setembro de 2023 no Brasil.

“Os meses de agosto e setembro foram os que apresentaram saldo mais positivo, registrando respectivamente 219.330 e 211.764 novas contratações com carteira assinada”, enfatizou Vermelho, citando dados do Sebrae.

Segundo o Sebrae, das mais de 211 mil vagas geradas no mês de setembro, 147.173 foram em micro e pequenas empresas (69,5% do total). Das cerca de 219 mil vagas celetistas geradas em agosto, 160.899 foram pequenos negócios – o que corresponde a 73,17% do total de postos criados no mês.

Frente Parlamentar

Segundo Vermelho, a Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas representa a defesa da economia e do espírito empreendedor dos brasileiros. A iniciativa do colegiado, relançado no Congresso Nacional, vai ao encontro da demanda social por mais políticas públicas voltadas aos pequenos negócios.

“Nós somos defensores intransigentes da economia plural realizada pelo sacrifício dos MEIs, micro e pequenos empreendedores, que superam crises econômicas e institucionais e se mantêm resilientes. Eles não param, fazem uma jornada extraordinária e lutam todos os dias para manter seus negócios e gerar mais empregos”, argumenta o deputado.

Vermelho acredita que os programas de apoio governamentais precisam ser melhores estruturados e menciona ainda que o tema não deve ter caráter ideológico, já que é uma bandeira do povo brasileiro.

“Eu entendo que os pequenos e médios empreendedores brasileiros têm grande importância para fortalecer cada vez mais, o mercado interno, ampliar o consumo, gerar emprego e renda e garantir cidadania empresarial”, acrescenta o parlamentar.