21 de fevereiro de 2024

Todos os vereadores são a favor do passe livre para estudantes

Com resposta a um ofício da Câmara, projeto tramitará em regime de urgência a partir de quarta-feira, dia 21

Todos os vereadores são a favor do passe livre para estudantes

“Todos os vereadores são a favor do passe livre para os estudantes”. A afirmação é do vereador Marcio Rosa (PSD), segundo vice-presidente da Câmara de Foz do Iguaçu. Com a resposta da prefeitura a um ofício da Presidência do Legislativo, o projeto de isenção da tarifa para a classe estudantil tramitará, a partir de quarta-feira, 21, em regime de urgência. Pela Lei Orgânica do Município, a Câmara tem prazo de 45 dias a partir da apresentação do projeto (dia 8), mas a votação pode ocorrer ainda neste mês.
O presidente da Câmara, João Morales (União Brasil) também reforçou que os vereadores são a favor do passe livre e não só para os estudantes, mas para toda a população tendo em vista a fortuna com que o Município subsidia o serviço. Além do valor da tarifa (R$ 3,5 milhões/mês), a prefeitura vem repassando, na forma de subsídio, aproximadamente R$ 1,5 milhão por mês para a empresa operadora.

“PASSE LIVRE NÃO TEM NADA A VER COM ESTARFI”
João Morales voltou a rebater a tentativa de vinculação do aumento nos valores do Estarfi com o passe livre. “O povo já está pagando o passe livre. Querem cobrar duas vezes? Não tem nada a ver uma coisa com a outra até porque o aumento foi feito pelo prefeito, via decreto, sem passar pela Câmara”, disse.
O presidente do Legislativo ressaltou que ele e os vereadores Galhardo (Republicanos), Marcio Rosa (PSD) e Cabo Cassol (Podemos) entraram com um projeto para suspender o aumento do Estarfi. O texto está tramitando.
“A proposta do passe livre é outro projeto, a parte, que iremos debater e votar. De início, a presidência, usando das prerrogativas, enviou ofício à Prefeitura solicitando informações. Com a resposta ao ofício, o projeto entrará em tramitação em regime de urgência seguindo o rito normal, assim como ocorre com todos os projetos”, explicou o presidente.

VEREADOR CRITICA TRANSPORTE MAIS CARO E COM MENOS ÔNIBUS
O pronunciamento do vereador Marcio Rosa sobre o transporte coletivo aconteceu durante a sessão da última quinta-feira (15) sendo acompanhado pelos demais. Defendeu o passe livre para todos. “A cidade inteira está pagando para a empresa R$ 10 por quilômetro rodado. No antigo consórcio era R$ 4,40 e a prefeitura rompeu o contrato elevando para R$ 7,50 e agora para R$ 10. Só nesse último, aumentaram em praticamente 50% do valor anterior”, denunciou.
Segundo o vereador, antes eram 130 ônibus e ainda havia cobrador. “Agora reduziram para 90 ônibus e o Município pagando em torno de R$ 20 milhões por ano de subsídio para o transporte. E ainda querem vincular o passe livre ao Estarfi. Não tem nada a ver. Estão com desculpas, pois o aumento do Estarfi é para a empresa que controla o serviço porque ela ganha uma comissão daqueles valores arrecadados”, comentou Marcio Rosa.