15 de abril de 2024

Saúde inicia aplicação da dose de reforço contra Covid

Saúde inicia aplicação da dose de reforço contra covid-19 em crianças de 5 a 11 anos nesta sexta-feira (13)

A Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu inicia nesta sexta-feira (13) a aplicação da terceira dose ou dose de reforço contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade já imunizadas contra a doença. Para receber a vacina, é necessário respeitar o intervalo de quatro meses após a segunda dose. 

Foto: Christian Rizzi

A realização da dose de reforço neste público infantil com a vacina Pfizer pediátrica foi autorizada neste mês pelo Ministério da Saúde. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, não será necessário agendamento para a vacinação das crianças, que poderá ser feita nas seguintes Unidades Básicas de Saúde (UBS): Vila Yolanda, Vila C Nova, Jardim São Paulo I, Sol de Maio, Profilurb II e Portal da Foz. 

De acordo com Taiuska Bonadeu, do Programa Municipal de Imunização, até o momento 17.218 crianças de 5 a 11 anos tomaram a primeira dose da vacina contra covid; 12.500 crianças receberam as duas doses; e 9 mil não tomaram nenhuma dose. O público estimado para receber a dose de reforço é de 11.410 crianças, que tomaram a segunda dose há pelo menos quatro meses. 

“A vacinação das crianças contra a covid-19 é comprovadamente eficaz e segurança, por isso a importância de reforçar a imunização e evitar novas infecções do coronavírus. Isso protege tanto as próprias crianças, como os familiares e a população em geral”, ressaltou a secretária municipal de Saúde, Jaqueline Tontini. 

Casos de covid-19

Na primeira semana epidemiológica de 2023, a Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu registrou 150 novos casos de covid-19. No total, são 85.480 casos da doença no município desde o início da pandemia. 

“Tivemos um aumento de casos de covid no final do ano passado, no entanto, não houve aumento de hospitalizações pela doença. Isso demonstra a eficácia e a importância da vacinação de todos. A atualização das doses é a melhor forma de prevenção”, complementou Jaqueline.