19 de junho de 2024

Produção de biogás no Brasil poderia abastecer 40 mil ônibus por ano

Dados atualizados sobre a produção e aproveitamento energético integram o Panorama do Biogás no Brasil, documento apresentado nesta quinta-feira (23), em evento inédito em Foz do Iguaçu (PR) promovido pelo CIBiogás

O Brasil produz atualmente 4,6 bilhões de metros cúbicos de biogás por ano, capacidade suficiente para abastecer 40 mil ônibus se toda essa energia fosse transformada em combustível. Embora os números sejam expressivos, o potencial mapeado é de 84 bilhões de metros cúbicos por ano.

Os dados sobre a produção, aproveitamento energético e potencial teórico integram o Panorama do Biogás no Brasil 2023, documento lançado nesta quinta-feira (23) durante o CIBIOGAS CONECTA, em Foz do Iguaçu.

O evento, realizado pelo Centro Internacional de Energias Renováveis e Biogás (CIBiogás), reuniu no Hotel Viale Cataratas convidados e membros do BiogasClub, o primeiro e único clube de negócios do Brasil voltado ao mercado de biogás.

O Panorama, que traz informações atualizadas sobre o mercado e apresenta soluções para o futuro do setor, também está disponível ao público em geral através do Link: https://materiais.cibiogas.org/panorama-do-biogas-2023.

Produção
O relatório, produzido pelo CIBiogás, mostra que em 2023 o Brasil registrou a operação de 338 novas plantas de biogás e biometano, um aumento de 32% com relação a 2022. De acordo com o Panorama, 1.365 plantas estão cadastradas atualmente no país, sendo o Paraná o estado mais representativo, concentrando 54% dessa produção e a frente de estados como Minas Gerais, Santa Catarina e São Paulo.

“O que vemos com esses números é um crescimento efetivo do mercado de biogás e biometano, com um amadurecimento dos modelos de negócios e um crescimento em todos os segmentos de produção. Isso possibilita o Biogás expandir para todos os estados brasileiros” explica o Diretor-presidente do CIBiogás, Rafael González.

CIBIOGÁS CONECTA
A proposta do primeiro CIBIOGÁS CONECTA é construir um ambiente empresarial e de negócios, oferecendo aos participantes uma oportunidade para explorar conexões estratégicas, expandir suas redes de contatos e realizar parcerias.

“Embora o CIBiogás seja uma instituição de ciência e tecnologia, nosso papel é impulsionar negócios, conectando empresas. Queremos que o biogás não seja somente um produto energético, mas que tenha valor de mercado”, afirma González.

Felipe Souza Marques, Head do BiogasClub e Diretor de Desenvolvimento Tecnológico do CIBiogás, disse que eventos como este permitem que estratégias diferentes sejam rapidamente disseminadas. “Avançamos em diversos estados. Hoje somente seis estados não tem uma planta de biogás, o que mostra que as tecnologias estão chegando a diversos estados, embora a maior concentração ainda seja no Sul, Sudoeste e Centro Oeste. Eventos como este nos ajudam a entender onde precisamos colocar esforços e como disseminamos mais tecnologia para o biogás chegar a todo país”.

Rogério Meneghetti, superintendente de Energias Renováveis da Itaipu Binacional diz que o CIBIOGAS CONECTA auxilia empresas públicas e privadas no fortalecimento do setor. “Essa ação do CIBiogas, de fazer uma colhida de informações de forma neutra e que abasteça o mercado de biogás é extremamente relevante, seja para empresas privadas ou governamentais. A Itaipu fez um trabalho muito grande no início para mostrar a viabilidade técnica do biogás e isso avançou de maneira significativa. Estamos na escalada desse sistema, que está crescendo e vai se tornar algo diferencial para o Brasil”, afirmou.

A iniciativa do CIBiogás em criar o BiogasClub e promover o evento também foi destacada pelo diretor presidente da COMPAGAS (Companhia Paranaense de Gás) e presidente do Conselho de Administração do CIBiogás, Rafael Lamastra Junior.

“Esse evento pra nós é uma virada de chave. O CIBiogás se consolidou nos últimos anos como uma entidade fortíssima na parte técnico-científica e agora também está focada no mercado, porque não adianta ter as melhores experiências do ponto de vista científico se o mercado não se abastece disso. Esse evento faz essa mudança e é importante mostrar o que o CIBiogás oferece”, comentou.

Luis Felipe Poli, representante da área de negócios de gás e energia da Petrobrás disse que a estatal está em busca de novas oportunidades para desenvolver o segmento e o CIBIOGAS CONECTA veio auxiliar neste processo. “Buscamos novas oportunidades para desenvolver o segmento. Entendemos o biometano como uma oportunidade e enxergamos como um negócio que precisa se sustentar para funcionar de forma perene”, disse.

Além do lançamento do Panorama do Biogás, o evento contou com debates sobre os atributos do biogás e biometano e o ambiente regulatório. Também foi assinado um Termo de Cooperação entre a CIBiogás e ABEGAS – Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado, para desenvolver o mercado de biogás e biometano.

Sobre o CIBiogás
O CIBiogás – Centro Internacional de Energias Renováveis e Biogás é uma instituição de Ciência e Tecnologia com Inovação, dedicada ao desenvolvimento do biogás como recurso energético limpo e competitivo, com o objetivo de promover o mercado de energias renováveis.

Iniciado há mais de 10 anos com a intenção de solucionar as questões ambientais envoltas na região Oeste do Paraná, o CIBiogás surgiu a partir de uma iniciativa da Itaipu Binacional para executar ações que desenvolveram o tema biogás e toda a cadeia de produção e fornecimento.

Até hoje, as instituições juntamente com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) são parceiras em diversos projetos relacionados ao biogás e biometano em todo o Brasil e também de outros combustíveis avançados e hidrogênio a partir de biogás.

Na competência de centro de referência, o CIBiogás desenvolve a cadeia de biogás, visando aumentar a oferta e participação do biogás na matriz energética brasileira, atuando em todas as etapas da cadeia. O CIBiogás possui o 1º Laboratório de Biogás no Brasil acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro – CGCRE na norma ISO 17025:2017, para o ensaio de Potencial Bioquímico de Metano.