18 de julho de 2024

PF ultrapassa marcas históricas de flagrantes no mês de junho em Foz do Iguaçu

PF quebra recordes na região sul do país com grande número de prisões e valores milionários de materiais apreendidos.

A Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu alcançou marcos históricos neste mês de junho, quebrando recordes regionais de realização de procedimentos fruto das ações de combate aos crimes transnacionais na região da tríplice fronteira. Durante o mês de junho, a unidade da PF em Foz quebrou os recordes de lavraturas de flagrantes em um único dia e o total de flagrantes formalizados em um mês, superando números não só do estado do Paraná, mas também de toda a região sul.

Durante o último mês, foram lavrados um total de 69 flagrantes, resultando na prisão de 75 pessoas e na apreensão de 51 veículos, 2 embarcações, 3 armas e 10,8 toneladas de entorpecentes. Além disso, foram apreendidos diversos volumes de mercadorias contrabandeadas e descaminhadas, que variam de produtos eletrônicos a agrotóxicos, com a estimativa de valor total que ultrapassa os 3,5 milhões de reais.
Esse número de flagrantes formalizados, no último mês de junho, representa uma nova marca na região sul, estabelecida pela Delegacia da PF em Foz, quebrando o recorde anterior de 55 flagrantes já pertencente à unidade.

Vale ressaltar que o recorde nacional é da Superintendência de São Paulo, com 70 flagrantes lavrados em um mês, um procedimento a mais da marca alcançada pela Delegacia de Foz.

Ainda no mês de junho, a unidade da PF na tríplice fronteira quebrou o recorde regional de flagrantes realizados em um único dia, tendo lavrados 17 procedimentos na última quinta-feira (27/06), superando a marca anterior, datada de julho de 2023, no qual foram formalizados 7 procedimentos também em Foz do Iguaçu.

Ressalta-se que essas novas marcas estabelecidas pela PF são resultado do trabalho conjunto de todas as forças de segurança que atuam na região da tríplice fronteira. São números que refletem o esforço de inúmeros operadores de segurança que trabalham incansavelmente para inibir a ocorrência de crimes transnacionais e atuação de grupos criminosos na fronteira, com reflexos em todo o país.

CS/PF/Foz