18 de junho de 2024

Penitenciária de Foz do Iguaçu desenvolve projetos de ressocialização com parcerias

O Projeto Acessibilidade Cidadã, desenvolvido em Santa Terezinha de Itaipu e Foz do Iguaçu, é a primeira parceria. O programa promove a reforma de cadeiras de rodas, cadeiras de banho e demais produtos destinados à acessibilidade de pessoas com deficiências motora. A segunda parceria é o projeto Carreta Cidadã, com o Senai, para cursos profissionalizantes.

A Polícia Penal do Paraná (PPPR), por meio da Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu III – Unidade de Progressão (PEF III-UP), localizada na região Oeste do Paraná, firmou novas parcerias com o Rotary International e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), a fim de desenvolver programas de ressocialização e tratamento penal. 

O Projeto Acessibilidade Cidadã, desenvolvido em Santa Terezinha de Itaipu e Foz do Iguaçu, é a primeira parceria. O programa promove a reforma de cadeiras de rodas, cadeiras de banho e demais produtos destinados à acessibilidade de pessoas com deficiências motora. Já foram reformados 15 unidades e outras 60 estão na fila.

O projeto, custeado com subvenções do Conselho da Comunidade de Foz do Iguaçu, tem cunho permanente, sendo estabelecido local próprio no interior da Unidade de Progressão na qual também funciona uma oficina experimental de artesanato.

A segunda parceria é o projeto Carreta Cidadã, com o Senai, que conta com apoio do Núcleo de Atenção a Pessoas Monitoradas (Nupem). Ele oferece cursos com padrão de certificação própria para o ingresso de pessoas privadas de liberdade no mercado de trabalho. O projeto itinerante iniciou os cursos de “Assistente Administrativo” e “Assistente Contábil”, atendendo 50 alunos nesta fase que além da certificação, receberão 160 horas de remição de pena. Os cursos têm duração média de trinta dias. 

O curso de “Eletricista Predial” já formou 36 alunos e há previsão de um novo ciclo de cursos em “Técnico de Refrigeração” para o próximo semestre. 

Para o diretor da Regional Administrativa da PPPR em Foz do Iguaçu, Cássio Rodrigo Pompeo, a busca por parcerias e projetos inovadores reflete o comprometimento da Polícia Penal do Paraná. “Com pouco mais de dois anos de criação da PPPR, foram estabelecidas parcerias com várias entidades públicas e privadas, aproximando a instituição da sociedade, o que reflete diretamente na qualidade e efetividade do serviço prestado”, explica.

“O objetivo da parceria com o Senai é desenvolver um trabalho de ressocialização e qualificação que permita que o egresso tenha uma requalificação no mercado de trabalho, com formações relevantes e alinhadas com as demandas do mercado de trabalho local”, destaca o diretor do Nupem de Foz do Iguaçu, Daniel Rodrigo da Silva. 

UNIDADE DE PROGRESSÃO – Ao ser convertida em Unidade de Progressão, a PEF III transformou-se em um grande laboratório de desenvolvimento de políticas públicas voltadas ao tratamento penal e reinserção social.

O diretor da unidade, Stênio Couto, destaca a importância das atividades. “Utilizamos uma série de estratégias e abordagens no trabalho em uma Unidade de Progressão. Temos as ferramentas tradicionais com gerenciamento direto e exclusivo do poder público, os canteiros que são parcerias com o setor privado com fábricas e manufaturas, e agora as parcerias com o terceiro setor. Embora sejam diferentes entre si, todas funcionam bem, pois tanto o projeto quanto à execução são baseados em saberes e experimentações comprovadamente eficazes”, comentou.