23 de julho de 2024

Mariana D’Andrea é ouro na Copa do Mundo de halterofilismo paralímpico



A brasileira Mariana D’Andrea conquistou, nesta segunda-feira (14), o título da etapa de em Tbilisi (Geórgia) da Copa do Mundo de halterofilismo paralímpico na categoria até 73 quilos ao erguer 145 quilos, resultado com o qual estabeleceu um novo recorde das Américas. O recorde anterior, de 141 quilos, pertencia à própria paulista, e foi estabelecido na última edição dos Jogos Parapan-Americanos, em novembro de 2023 em Santiago (Chile).

O pódio foi completado pela chinesa Liye Liao, que ficou com a prata ao erguer 137 quilos na primeira de suas três tentativas, e pela turca Sibel Cam, bronze com 134 quilos.

Americas record and gold medal for Brazil 🇧🇷 to start Day 5⃣ at the #Tbilisi2024 World Cup.Women’s up to 73 kg🥇Mariana D’Andrea 🇧🇷 – 145 kg (Americas record)🥈Liye Liao 🇨🇳 – 137 kg🥉Sibel Cam 🇹🇷 – 131 kg#ParaPowerlifting pic.twitter.com/44qf8KYRlz
— #ParaPowerlifting (@Powerlifting) June 24, 2024

“Estou muito feliz com este resultado, porque estamos perto dos Jogos de Paris. Faltam apenas 65 dias e o título me dá mais confiança para a principal competição do ano”, declarou Mariana D’Andrea.

A Copa do Mundo é o último torneio internacional dos halterofilistas brasileiros antes da próxima edição dos Jogos Paralímpicos, que serão disputados em Paris (França) a partir do dia 28 de agosto. Esta também é a última oportunidade para que os atletas assegurem sua participação no megaevento por meio do ranking específico para a competição na capital francesa.

Ouro no triatlo

Outra modalidade paralímpica na qual o Brasil brilhou foi no triatlo. No último sábado (22) o paranaense Ronan Cordeiro conquistou a medalha de ouro do World Series disputado em Swansea (País de Gales).

Ronan Cordeiro é ouro em World Series de triatlo paralímpico às vésperas dos Jogos. 🥇Leia em nosso site: https://t.co/AnxVd1Ajvz#triatloparalímpico pic.twitter.com/9vtSK6C14P
— Comitê Paralímpico Brasileiro (@BraParalimpico) June 24, 2024

O atleta, que disputa provas da classe PTS5 (comprometimento físico-motor) completou sua prova em 59min18s. A medalha de prata ficou com o alemão Martin Schulz e o bronze com o canadense Stefan Daniel.