21 de fevereiro de 2024

Jovens da APAE apresentam Lenda das Cataratas no CRV

Jovens da APAE apresentam Lenda das Cataratas no CRV

Na tarde dessa segunda-feira (21), 11 alunos(as) da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Foz do Iguaçu apresentaram, no Centro de Recepção de Visitantes da Itaipu, a peça “Lenda das Cataratas – Naipi e Tarobá”. A iniciativa faz parte das ações de conscientização da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, que em 2023 tem como slogan “Conectar e somar para construir inclusão”.

O objetivo das apresentações é dar visibilidade aos(às) alunos(as) e oportunizar um espaço para a mostra de seus talentos, unindo os projetos feitos na organização com a comunidade. Como explicou o presidente da APAE e empregado da Divisão de Microinformática da Itaipu, Leonardo Correa Lugon, “trazer para os espaços públicos da cidade as apresentações que os alunos desenvolvem permite que a população veja a capacidade e autonomia dos(as) alunos(as), as atividades cotidianas e habituais da vida deles(as).”

Segundo a professora de Artes da Associação, Carla Eliana Durante, a peça é montada há seis anos na entidade, em um rodízio entre os(as) alunos(as). Na apresentação, os jovens, caracterizados, dançam e atuam ao som da narração da lenda. Para ela, “essa é uma semana que sensibiliza toda a sociedade sobre a pessoa com deficiência; é um tempo em que nós temos muita alegria de poder participar da sociedade com mais ênfase e mostrar as potencialidades dos(as) nossos(as) alunos(as).”

Entre os atores e atrizes da peça estava Taynara Barbosa Meira, que disse que a melhor parte de toda a iniciativa é a dança e a expectativa de se apresentar diante de um público. “Eu fiquei tão feliz, nunca achei que eu ia vir aqui fazer uma apresentação para vocês”, revelou ela.

Para Kleber Vanolli, da Divisão de Iniciativas de Responsabilidade Social da Itaipu, apoiar atividades culturais como essa é fundamental para o reconhecimento e a inclusão de PCDs. “Esse tipo de apoio é uma oportunidade pra que eles e elas possam mostrar seu talento, arte e cultura, e para que as pessoas possam prestigiar e, sobretudo, apoiar esse tipo de ação”, afirmou.

Vanolli finalizou explicando que “a ideia da APAE, que apoiamos aqui na Itaipu, é justamente demonstrar que essas pessoas têm espaço, têm lugar na sociedade, e podem ter uma convivência de igual pra igual”.

Após a performance, os alunos e alunas foram convidados a visitar o Mirante Central de Itaipu.