16 de junho de 2024

Hamas não respondeu sobre recente proposta de cessar-fogo, diz Catar



O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Catar, Majed Al-Ansari, afirmou nesta quinta-feira que o Hamas ainda não respondeu aos mediadores sobre a mais recente proposta de cessar-fogo, e que ainda a estuda, acrescentando que Catar, Egito e Estados Unidos ainda buscam uma solução.

Mais cedo, duas fontes de segurança egípcias afirmaram que as negociações para obter um cessar-fogo entre Israel e o Hamas, na Faixa de Gaza, continuam, mas não há sinais de grandes avanços.

As negociações começaram na quarta-feira, quando o diretor da CIA, William Burns, encontrou-se com autoridades do Catar e do Egito em Doha, para discutir uma proposta que o presidente dos EUA, Joe Biden, apoiou publicamente na semana passada. O mandatário a descreveu como um plano trifásico de iniciativa de Israel.

Na quarta-feira, em uma aparente derrota da proposta de Biden, o líder do Hamas, Ismail Haniyeh, afirmou que o grupo exigia o fim permanente da guerra na Faixa de Gaza e a retirada israelense como parte do plano de cessar-fogo.

Desde uma trégua de uma semana ocorrida em novembro, todas as tentativas de obter um cessar-fogo falharam, com o Hamas insistindo em sua demanda pelo fim permanente do conflito, enquanto Israel afirma que está preparado para discutir apenas pausas temporárias até que o grupo militante seja derrotado.

Esta guerra começou após um ataque do Hamas a Israel no dia 7 de outubro, matando cerca de 1.200 pessoas e tomando mais de 250 reféns, de acordo com contagens israelenses.

* É proibida reprodução deste conteúdo