22 de fevereiro de 2024

Foz Eco Park registra aumento de 50% nos ingressos em janeiro

Foz Eco Park registra aumento de 50% nos ingressos em janeiro

O Foz Eco Park registrou um aumento de 50% em janeiro no número de pessoas interessadas em conhecer o trabalho desenvolvido na unidade para contar a relação do ser humano com os outros animais se comparado com mesmo período de 2023.

Uma das famílias foi a Salomone. Eles vieram de Assunção para conhecer Foz do Iguaçu e o trabalho do Eco Park. “Viemos com a família toda. Gostamos muito desta conexão com a natureza e os animais. As crianças estão adorando e nós adultos também”, disse Nícolas Salomone.

José Luiz Bernal também aproveitou o período de férias para se conectar com a natureza. “Esse lugar é incrível para tirar os pequenos dos apartamentos e das telas. Aqui, eles podem correr, brincar, andar descalço pela grama e, ainda, conhecer os hábitos dos animais”, disse.

A pequena Lia de cinco anos, amou poder alimentar os coelhos. Já mãe dela, Lara Amani, contou que ao assistir à apresentação dos cavalos relembrou bons momentos da infância. “Minha família cria cavalos. Cresci perto deles. No Eco Park revivi boas memórias”.

Para o coordenador institucional do Eco Park, Igor Morais, esses feedbacks e o aumento de público reforça ainda mais o compromisso da equipe de ser referência no cuidado com os animais e incentivo dos seus hábitos naturais, realizar pesquisas e educar os visitantes sobre a importância da conservação ambiental. Parte da renda dos ingressos é destinada ao patrocínio do Onças do Iguaçu.

O projeto estuda os grandes felinos e estimula a boa convivência dos moradores do Parque Nacional do Iguaçu com eles, símbolo da biodiversidade brasileira.

A visita
A visita no Eco Park é mais que um passeio, é uma imersão na história da humanidade e os mais de 200 animais que vivem no espaço.

O passeio começa pela fazendinha, onde adultos e crianças conhecem e participam do processo de domesticação dos animais como os coelhos, lhamas, avestruzes, porquinhos da índia e mini cabras.

No Imersão das Aves o contato é com as aves, a maioria resgatada do tráfico de animais silvestres e maus-tratos.

Depois, o visitante assiste à apresentação do Cavalo Crioulo e o voo das aves de rapina: às 10h e às 15h30.

A apresentação do Cavalo faz um passeio pela história da América do Sul e da Fronteira através das origens da raça crioula.

Já o voo das aves é um momento de educação e aprendizado sobre a proteção e readaptação de aves de rapina acolhidas.

“Todo o nosso trabalho é incentivar os comportamentos naturais dos animais, mesmo vivendo em um parque”, explicou.

Na apresentação das aves de rapina, por exemplo, é possível observar o voo das aves em busca de alimento e conhecer a origem da arte do condicionamento de rapinantes e sua importância histórica no desenvolvimento da sociedade e conservação das espécies.

“Para este ano, queremos inaugurar a Floresta dos Primatas onde o visitante conhecerá os impactos positivos e negativos da humanidade sobre a vida selvagem”, disse Morais.

Localização
O Eco Park está localizado na Rua Cruz Alta, 111, e funciona diariamente das 9h às 17h.
Moradores de Foz pagam R$ 15. Se estiver acompanhado de um turista pagante, a entrada é de graça. Crianças menores de seis anos são isentas. Iguaçuenses acompanhados de turistas tem entrada free.

Mais informações no site: www.dreamsecopark.com.br