25 de fevereiro de 2024

Foz do Iguaçu terá ato contra o feminicídio no dia 22 de julho

“Caminhada do Meio-Dia – Paraná Unido no Combate ao Feminicídio” terá concentração às 11h na Praça do Mitre

Foz do Iguaçu terá ato contra o feminicídio no dia 22 de julho

No dia 22 de julho (sábado), será realizada em Foz do Iguaçu a “Caminhada do Meio-Dia – Paraná Unido no Combate ao Feminicídio”. A concentração está marcada para às 11h, na Praça do Mitre, no centro da cidade, com saída prevista para o meio-dia, com direção à Praça da Paz, onde haverá espaço de fala e atividades culturais.

A caminhada faz alusão ao Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, instituído pela lei estadual nº 19.873/2019. Em Foz do Iguaçu, o evento recebe o apoio da Prefeitura de Foz do Iguaçu, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, e instituições parceiras.

O objetivo é convidar a sociedade para ações e reflexões sobre o feminicídio, que é o assassinato de uma mulher pela condição de ser mulher, seja no ambiente doméstico ou familiar, ou ainda motivado pelo menosprezo, discriminação ou ódio, e a falsa ideia de que a mulher é propriedade do homem.

De acordo com dados do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), em 2022 foram registrados 44.493 novos casos de violência doméstica e 274 casos de feminicídio ou de tentativa de feminicídio no estado – representando um aumento de 30% em relação ao ano anterior.

Em Foz do Iguaçu, de acordo com o Relatório Estatístico Criminal de Mortes Violentas Internacionais, foram registrados 3 feminicídios em 2022, e um 1 feminicídio entre janeiro e março deste ano.

Aquelas e aqueles que aderirem à caminhada são convidados a usar vestimentas brancas, a fim de propor uma mensagem de paz e harmonia.

Denuncie

A caminhada também tem como objetivo fortalecer e incentivar as denúncias de sinais de violência contra a mulher. Em Foz do Iguaçu, as denúncias podem ser feitas pelos telefones da Patrulha Maria da Penha são (45) 98401-6287 / 99997-4994 e 98424-5847. O telefone 190 é a linha utilizada para denúncias diretas à Polícia Militar. A Guarda Municipal pode ser acionada pelo 153. O Ligue 180 também presta apoio e escuta às mulheres em situação de violência. O telefone da Delegacia da Mulher é o (45) 3521-2156.

Todos os meios funcionam 24h e devem ser acionados em todos os casos de violência, seja ela física, moral, psicológica ou patrimonial.