22 de fevereiro de 2024

Foz do Iguaçu é top 6 de geração de empregos no Paraná

Foz do Iguaçu é top 6 de geração de empregos no Paraná

Balanço anual do Caged publicado nesta terça-feira (30) aponta saldo positivo de 2.824 empregos e revela que a cidade tem aumentado as oportunidades para os jovens

Foz do Iguaçu é o sexto município do Paraná que mais gerou empregos formais em 2023, segundo o balanço do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) publicado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, nesta terça-feira (30). A cidade fechou o ano com saldo positivo de 2.824 postos de trabalho com carteira assinada, com destaque para a ampliação de oportunidades para a juventude, que, deste total, somou 1.445 admissões.

“O balanço do Caged é uma ferramenta pública confiável e que mostra a dinâmica do mercado de trabalho e do desenvolvimento das cidades e os dados de Foz revelam que a cidade tem se tornado cada vez mais atrativa e com incrível potencial de crescimento, pois está oferecendo oportunidades para a juventude”, expressou o prefeito Chico Brasileiro.

De acordo com o relatório, mais de 51% (1.445) do total de novos empregos foram ocupados pelos jovens de 18 a 24 anos, a maioria com formação no ensino-médio ou cursando ensino superior. Na questão gênero, foram 1.466 vagas para homens e 1.358, para mulheres.

O setor que mais contratou foi o de serviços, que incluem a Administração Pública e Seguridade Social, além de setores de hospedagem, alimentação, imobiliárias, atividades financeiras, profissionais e administrativas. Somente este nicho foi responsável por 2.398 novas vagas de trabalho, seguido pelo comércio e pela indústria.

O saldo positivo é calculado através da diferença entre o número desligamentos e admissões. Ao longo do ano, foram 39.124 contratações e 36.300 demissões, que resultaram no balanço positivo de quase três mil novos empregos.

Destaque

O resultado de Foz do Iguaçu contribuiu para tornar o Paraná o maior empregador da região Sul e o quarto maior do país. O estado fechou o ano com a abertura de 87.599 novas vagas de empregos formais.

Os dados da cidade sede de uma das sete maravilhas da natureza superaram os de municípios maiores, ficando atrás apenas da capital do estado, Curitiba, Londrina, São José dos Pinhais, Maringá e Ponta Grossa.

Esforços

Os avanços na geração de empregos, além de revelarem o crescimento da cidade, também são resultados dos esforços da gestão para ampliar as oportunidades aos trabalhadores. Ao longo dos últimos anos, a Agência do Trabalhador firmou parcerias com os maiores empregadores da cidade e também realizou diversas estratégias tais como feirões de emprego e agências itinerantes, com direito a capacitações para o mercado.

“Queremos colocar as pessoas no mercado de trabalho e é muito gratificante ver os resultados dos esforços que mostram que estamos no caminho certo, fortalecendo o turismo, mas também a indústria e todos os setores que impulsionam o crescimento da cidade”, comentou o diretor da Agência do Trabalhador, Luciano Castilha.

A nova medida é a ampliação do horário de atendimento da Agência do Trabalhador até as 15h30. “Por determinação do prefeito Chico Brasileiro, vamos ampliar o horário para facilitar o acesso aos trabalhadores e ampliar as oportunidades”, reforçou Castilha.