19 de julho de 2024

Fiscalização contra a dengue derruba muro para entrar em imóvel em Foz

Fiscalização contra a dengue derruba muro para entrar em imóvel abandonado em Foz do Iguaçu — Foto: Reprodução/RPC

Para auxiliar no combate aos focos do mosquito da dengue, fiscais da Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, estão reforçando a vistoria de terrenos abandonados. Em um dos locais, eles precisaram derrubar o muro, de três metros de altura, de um imóvel para conseguir fazer a limpeza.

A quantidade de lixo encontrado acumulado no terreno impressionou os fiscais. Haviam restos de móveis, madeira com prego, barracos de lona, entulho, até carcaças de caminhões.

Somente na entrada da casa, a equipe encontrou cinco focos de dengue.

O terreno particular, de mais de 400 metros quadrados, fica no Jardim Ana Cristina, na região da Vila A. A situação do local é motivo de reclamação dos vizinhos desde 2017.

Terreno particular, de mais de 400 metros quadrados, fica no Jardim Ana Cristina, na região da Vila A — Foto: Reprodução/RPC

“A minha casa eu praticamente vedei para não entrar moscas, ratos também os vizinhos reclamam, sem contar os escorpiões e os mosquitos da dengue. (…) O proprietário nunca apareceu aqui. [O local] foi ocupado por moradores de rua, que traziam objetos furtados e escondiam no terreno. Foi acumulando lixo”, afirma Fabio Franco da Silva, que mora de frente para o terreno.

De acordo com a prefeitura, o imóvel acumula três autos de infração por falta de limpeza, além de dívidas de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e multas.

O município vai fazer a limpeza do terreno e o serviço vai ser cobrado do proprietário. Com as multas, valor a ser pago pelo responsável pode passar de R$ 10 mil, segundo a prefeitura.

Dengue no estado

Município vai fazer a limpeza do terreno e o serviço vai ser cobrado do proprietário — Foto: Reprodução/RPC

Mais três mortes por dengue e 7.557 novos casos da doença foram registrados no Paraná. Os dados são do boletim epidemiológico semanal divulgado, na terça-feira (7), pela Secretaria de Estado da Saúde.

De acordo com o relatório, as novas mortes foram registradas em Paranacity, no noroeste, Marechal Cândido Rondon e Santa Helena, ambas no oeste. As vítimas são dois homens e uma mulher, entre 53 e 79 anos.

Desde o início do chamado período epidemiológico, iniciado em 1º de agosto de 2021, 41 pessoas morreram de dengue no Paraná e 86.809 casos foram confirmados.

Dos 399 municípios paranaenses, 343 confirmaram a doença, sendo que em 311 há casos autóctones – quando a dengue foi contraída no município onde o paciente mora.

G1