17 de abril de 2024

EUA querem investigação rápida sobre ataque a agentes humanitários



Os Estados Unidos querem que a investigação israelense sobre um ataque que matou sete trabalhadores humanitários da World Central Kitchen (WCK) seja concluída o mais rápido possível, disse nesta quarta-feira o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Matthew Miller.

Miller afirmou em coletiva de imprensa que Israel precisa colocar em prática medidas melhores de resolução de conflitos e coordenação para proteger os trabalhadores humanitários e todos os civis no local.

Ele acrescentou que o ataque que vitimou os trabalhadores da WCK não afetará os esforços dos EUA para erguer píer flutuante na costa de Gaza para a entrega de ajuda.

Nesta terça-feira (2), o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que o ataque aéreo israelense que matou sete pessoas da instituição de caridade World Central Kitchen (WCK) ocorreu por engano em Gaza.

As forças militares de Israel expressaram “sincera tristeza” pelo incidente, que intensificou a pressão internacional por medidas para aliviar a desastrosa situação humanitária em Gaza, após quase seis meses de cerco e invasão de Israel ao enclave palestino.

O ataque contra o comboio da World Central Kitchen matou cidadãos da Austrália, Reino Unido e Polônia, palestinos e um cidadão com dupla nacionalidade norte-americana e canadense.