18 de abril de 2024

Estado Islâmico reivindica responsabilidade por ataque em Moscou



O Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque a uma casa de shows perto de Moscou nesta sexta-feira (22), informou o canal Telegram do grupo.

Pelo menos 40 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas quando cinco homens armados vestindo roupas camufladas abriram fogo com armas automáticas contra pessoas na casa de shows Crocus City Hall, perto de Moscou, em um dos piores ataques na Rússia em anos.

O ataque ocorre dias depois de o presidente russo, Vladimir Putin, ser reeleito para um novo mandato de seis anos, e em meio à guerra russa contra a Ucrânia.

A Rússia endureceu a segurança em aeroportos e estações em toda a capital, uma vasta região urbana e que abriga 21 milhões de pessoas. Putin ainda não comentou o fato, mas o Ministério das Relações Exteriores afirmou que se tratou de um “sangrento ataque terrorista”.

 

*É proibida a reprodução deste conteúdo