25 de fevereiro de 2024

Escola de Trânsito do Foztrans envolveu mais de 6 mil pessoas em 2022

Atividades da Escola de Trânsito do Foztrans envolveram mais de 6,6 mil pessoas em 2022

A Escola de Trânsito do Foztrans (Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu) realizou, ao longo do ano passado, 56 ações voltadas à conscientização para a redução de acidentes de trânsito e à mudança na conduta de todos os usuários. 

Ao todo, 6.675 pessoas foram impactadas com as atividades e 2.580 veículos foram abordados. As ações envolvem blitz educativas, palestras, orientações de trânsito em frente às escolas, eventos como o Maio Amarelo e Semana Nacional do Trânsito, além das atividades nas escolas e Cmeis, que atenderam 4.890 crianças em 2022. 

Somente com o trabalho de orientação em frente às unidades escolares, realizado em parceria com a Divisão de Fiscalização do Foztrans, foram abordadas 255 pessoas, fiscalizados 33 veículos escolares e emitidos 58 autos de infração. As blitz educativas, em diversas regiões da cidade, abordaram 1.047 veículos e as ações de sensibilização alcançaram 1.530 pessoas. 

“Em parceria com os demais órgãos de trânsito, realizamos periodicamente, campanhas de conscientização à segurança e educação no trânsito. Nas ações são reforçados os alertas quanto aos riscos do consumo de bebida alcoólica e direção, a necessidade do uso de cinto de segurança, além dos cuidados com pedestres, excesso de velocidade, uso de telefone celular na direção do veículo e condução segura para motociclistas”, explicou a coordenadora da Escola de Trânsito, Lizandra Bezerra. 

As atividades desenvolvidas são planejadas com base nas orientações do Código de Trânsito Brasileiro, nas resoluções do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), e no Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS), sempre baseadas na realidade do município. 

Lizandra afirma que para este ano o intuito é fortalecer e ampliar as ações, como a escolinha de trânsito itinerante. “Tivemos uma boa divulgação destas ações, especialmente entre as escolas, que nos procuram e agendam os atendimentos. Acreditamos que este ano vamos superar o numero de atendimentos do ano passado”, informou.