21 de fevereiro de 2024

Começam as obras de prolongamento da Avenida João Paulo II

Começam as obras de prolongamento da Avenida João Paulo II

Projeto prevê a implantação de um novo trecho de aproximadamente dois quilômetros na via, ligando a região do bairro Panorama até a Avenida das Cataratas; Prazo de execução é de 10 meses

A Prefeitura de Foz do Iguaçu iniciou as obras de prolongamento da Avenida João Paulo II, um dos mais importantes projetos de mobilidade urbana do município. O novo trecho de aproximadamente dois quilômetros na Avenida João Paulo II vai ligar a Rua Jorge Sanwais, na região do bairro Panorama, até a Avenida das Cataratas, passando pela Avenida Felipe Wandscheer.

“A Avenida hoje está interrompida na região do Jardim Panorama, na altura da Rua Jorge Sanwais. O prolongamento passará pelo rio Mimbi – onde será construída uma ponte -, cruzar a Avenida Felipe Wandscheer até a Avenida das Cataratas”, explicou o prefeito Chico Brasileiro, que fez uma vistoria no local na última terça-feira (30).

A obra será a primeira em pavimentação de concreto, proporcionando uma maior vida útil à avenida e economia aos cofres públicos, com menor número de intervenções. “Quanto ao pavimento rígido (concreto) ele será um experimento importante para o município, porque possui inúmeras vantagens, como grande durabilidade e menor número de intervenções. O material também elimina operações de recapeamento, melhora a visibilidade e gera uma economia de 30% a 60% de energia na iluminação pública”, explica o secretário de obras Cézar Furlan.

Investimentos
O investimento previsto é de aproximadamente R$ 13 milhões (incluindo asfalto, drenagem, calçadas, ciclovia, paisagismo e uma ponte sobre o Rio Mimbi) e será feito através do Termo de Conversão de Área (TCA), procedimento administrativo regulamentado em fevereiro do ano passado, permitindo que loteadoras executem obras de interesse do Município em processos de parcelamento de solo para fins urbanos, agilizando projetos em benefício da população.

“Essa obra traz um símbolo importante para a cidade do futuro, porque estamos transformando áreas em obras de interesse da população, e essas transformações estão sendo possíveis em virtude da regulamentação do Termo de Conversão de Área, que possibilita a conciliação de interesses públicos e privados em projetos de infraestrutura, sempre com transparência e eficiência”, disse o prefeito Chico Brasileiro.

Para ele, essa é uma das mais importantes obras de mobilidade da história do município. “Por isso me orgulho muito em ter trabalhado para que este projeto saísse do papel e tenho certeza que será uma obra de excelente qualidade, uma referência que vai mudar o trânsito e a mobilidade urbana de Foz do Iguaçu”, comentou.

Outras 15 obras nas áreas de esporte, saúde e educação estão sendo executadas dentro desta modalidade (TCA). “Foz do Iguaçu é referência para o Brasil (neste programa). Prefeitos de todo país estão pedindo a lei e o modelo implantado. É um grande avanço ao transformar um patrimônio ocioso em um patrimônio que pode ser útil a sociedade”, destacou Chico Brasileiro, sobre o Termo de Conversão de Área.