22 de maio de 2024

Com apoio da Ceasa, Paraná envia nova remessa com mais 400 toneladas de doações ao RS

O Governo do Paraná enviou nesta quinta-feira (9) uma nova remessa de donativos às vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. Foram mais de 400 toneladas de alimentos, água potável, roupas e produtos de higiene e limpeza arrecadados pela campanha SOS RS e pela Ceasa. O governador em exercício Darci Piana e o chefe da Casa Civil, João Carlos Ortega, acompanharam o envio dos mantimentos e o trabalho dos voluntários.

O comboio com 15 caminhões saiu direto do 1º Grupamento de Bombeiros, no bairro Portão, em Curitiba, que é o maior ponto de arrecadação de doações do Paraná. “As nossas forças de segurança e a estrutura do Governo do Paraná estão trabalhando com afinco para ajudar as pessoas que estão sofrendo com as consequências destas chuvas no Rio Grande do Sul. Isso mostra como o povo do Paraná sabe ser solidário”, afirmou Piana.

Os caminhões vão até Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, onde há uma central de recepção das doações. O comboio será escoltado por agentes da Polícia Militar do Paraná e Polícia Rodoviária Federal, para garantir que os mantimentos chegarão em segurança ao destino.

Contando todas as doações arrecadadas pela campanha SOS RS, liderada pelo Gabinete da primeira-dama Luciana Saito Massa e operacionalizada pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil com o apoio do Corpo de Bombeiros, cerca de 1,5 mil toneladas de alimentos e mantimentos já foram enviadas pelo Paraná às vítimas das chuvas.

CEASA – Os itens foram arrecadados em quarteis dos Bombeiros, nas Brigadas Comunitárias, no Instituto Água Terra (IAT) e espaços da Secretaria da Cultura em todo o Estado. A remessa inclui também 50 toneladas doadas pelos produtores e permissionários da Central de Abastecimento (Ceasa) de Curitiba.

Além dos alimentos processados junto ao programa do Banco de Alimentos – Comida Boa, foram encaminhadas ainda 850 cestas básicas, bolachas, garrafas de água, 300 colchões, roupas e outros acessórios. Estes trabalhos estão sendo coordenados em parceria com o Sindicato dos Permissionários da Ceasa de Curitiba (Sindaruc).

“Estamos nos mobilizado para amenizar os graves problemas que os rio-grandenses estão passando neste momento difícil. Temos que agradecer e parabenizar a todos os nossos produtores e permissionários atacadistas que nos ajudam com essas doações que estamos enviando para o Rio Grande do Sul”, disse Éder Eduardo Bublitz, diretor-presidente da Ceasa Paraná.

No interior do Estado, a Ceasa de Londrina enviou um caminhão com 10 toneladas de mantimentos, com alimentos, água, colchões, cobertores e materiais de higiene. Em Maringá, os permissionários e produtores encaminharam um caminhão com 8 toneladas de donativos.

VOLUNTÁRIOS – A corrente de solidariedade não se resume às doações feitas por paranaenses de todo o Estado. Milhares de voluntários têm se apresentado à Defesa Civil e ao Corpo de Bombeiros para ajudar na separação dos mantimentos e no carregamento dos caminhões.

De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Manoel Vasco, cerca de 4 mil pessoas se cadastraram como voluntárias para ajudar nos trabalhos. “São muitas pessoas que estão dedicando seu tempo e esforço aqui, noite e dia, em uma força-tarefa. É um trabalho de muito carinho, muito amor, de cada uma destas pessoas que resolveu ajudar o povo gaúcho”, disse.

Para a voluntária Giovana Wozniak, o trabalho tem sido intenso, mas recompensador. “Estamos ajudando a descarregar os carros, mover os pallets e organizar as doações. É quase um trabalho de formiguinha, um ajudando o outro, mas é gratificante estar aqui e ver os caminhões saindo para levar os mantimentos para o Rio Grande do Sul”, afirmou.

Os interessados em trabalhar como voluntários devem entrar em contato com a Defesa Civil Estadual via WhatsApp para o número (41) 3281-2510, informando nome completo e endereço, que o órgão cuida da sistematização a encaminhará para a unidade que mais precisa próxima de localidade.