22 de fevereiro de 2024

Alunos de universidade americana têm aula sobre coleta de sangue em répteis no Dreams Eco Park

Alunos de universidade americana têm aula sobre coleta de sangue em répteis no Dreams Eco Park

Um grupo de acadêmicos de medicina veterinária da Purdue University, em Indiana, nos EUA, bem como, estudantes da Universidade Estadual de São Paulo (USP) e residentes de medicina veterinária da Universidade Federal do Paraná (UFPR), teve uma aula prática sobre coleta de sangue em repteis no Dreams Eco Park, essa semana.

A atividade foi ministrada pela veterinária do parque, Stacy Wu, sob a coordenação da professora Dra. Andrea Santos, da Purdue University.

Antes da coleta de mostras de sangue de jabutis-piranga, uma das espécies de animais que habitam o viveiro “Imersão das Aves”, do Dreams Eco Park, os acadêmicos tiveram uma aula prática sobre o manejo adequado de animais silvestres.

A aula incluiu também um acompanhamento à rotina dos animais do parque e uma visita ao recinto das aves de rapina (urubus, águia, gavião, coruja e falcão) e ao estábulo dos cavalos.

Para finalizar a programação, os acadêmicos assistiram à apresentação do Cavalo Crioulo e o voo das aves de rapina, sob o comando dos falcoeiros.

“Só temos a agradecer pelos ensinamentos sobre o cuidado com os animais e as discussões que tivemos sobre manejo, clínica e patologias dos animais do parque. Agradeço também pelos conteúdos compartilhados com meus alunos”, disse a professora Andrea Santos. E completou: “Em breve voltaremos para aprender sobre a arte da falcoaria”.

Para o estudante americano Luke Bousema, três coisas lhe chamaram muita a atenção durante a visita. A primeira delas foi a história e a cultura brasileira contada através da apresentação do Cavalo Crioulo. A segunda foi o condicionamento das aves feito pelos falcoeiros mostrados durante a apresentação e, por fim, e tão importante, o cuidado que a equipe tem com todos os animais do parque.

A aula no Eco Park faz parte de um projeto da professora Andrea que visita Foz do Iguaçu pelo segundo ano com seus alunos para apresentar a eles atividades relacionadas a medicina de saúde pública e animais silvestres em empreendimentos de fauna brasileiros. Além do Dreams Eco Park, eles conheceram também o Parque das Aves, o Parque Nacional do Iguaçu, Refúgio Biológico Bela Vista, CCZ e o Parque Guirá Oga, em Puerto Iguazu, na Argentina.

Eco Park

O Dreams Eco Park está aberto diariamente das 9h às 17h30 para visitas na Mini Fazenda, que conta com vacas, ovelhas, carneiros, lhamas, avestruz, mini porcos, entre outros animais que foram importantes para a formação das sociedades. Também para conhecer o “Imersão das Aves”, que abriga mais de 50 aves que foram vítimas de tráfico de animais silvestres ou de maus-tratos.

As apresentações do Cavalo Crioulo e das Aves de Rapina ocorrem em dois horários, pela manhã, às 10h, e à tarde, às 15h30.

Entradas

Para conhecer, visitar e apoiar as ações de acolhimento e cuidado com os animais no Dreams Eco Park, os moradores de Foz do Iguaçu pagam R$ 25.

Durante o mês de agosto, a tarifa solidária se aplica também aos moradores dos municípios lindeiros ao Parque Nacional do Iguaçu (PNI) e ao Lago de Itaipu, incluindo ainda Cascavel e Toledo. As cidades paraguaias Ciudad del Este, Hernandarias e Presidente Franco e a argentina Porto Iguaçu também participam.

O Dreams Eco Park está localizado ao lado do Dreams Park Show, em Foz do Iguaçu, onde estão o Museu de Cera, Maravilhas do Mundo, Vale dos Dinossauros, Bar de Gelo e o Dreams Motor Show.

Mais informações no site: www.dreamsecopark.com.br